ptzh-TWenfrdeitjaes

   

PARQUE NACIONAL DA SERRA DA CANASTRA 

 

1. HISTÓRIA BREVE DO PARQUE

O Parque Nacional da Serra da Canastra fica no sudoeste de Minas Gerais e foi criado em 1972.  A origem do nome canastra se deu por sua forma parecida com um baú. A área reúne basicamente dois maciços: a Serra da Canastra e a Serra das Sete Voltas, com o vale dos Cândidos no meio. A área originalmente prevista para o Parque Nacional era muito maior, mais de 200 mil hectares, como consta do  Decreto número 70.355, de 3 de abril de 1972 e incluía toda a região da Serra da Babilônia, a área foi reduzida devido ao custo das desapropriações. Sua área de extensão tem hoje cerca de 71.525 hectares, onde estão localizados diversos municípios e distritos. Cidades como São Roque de Minas, Vargem Bonita, Delfinópolis e São João Batista do Glória, e distritos como São José do Barreiro estão praticamente dentro do parque, outros como Piumhi, Sacramento, Capitólio têm parte do município dentro do parque. Passos e outras cidades da região são passagem obrigatória para os turistas vindos de São Paulo através do circuito nascente das Gerais. O objetivo da criação do Parque foi proteger principalmente a nascente do rio São Francisco e as várias nascentes que brotam no imenso chapadão em forma de baú ou canastra.

 

As altitudes chegam a cerca de 1.500 nos pontos mais altos, como a torre da Serra Brava. A vegetação predominante são os campos rupestres, com manchas de cerrado e matas ciliares. O relevo acidentado e a vegetação rasteira produzem uma paisagem única, com grandes vistas panorâmicas, cachoeiras que atingem 180 metros de altura, caminhos e paradas ótimas para praticantes de esportes radicais como rapel, trekking, canoagem, além de grandes aventuras de jipe ou montado na sua moto. As características do relevo e da vegetação favorecem também a observação de animais selvagens, como o tamanduá-bandeira, o lobo-guará e o veado-campeiro. O clima é seco praticamente o ano todo, com índice pluviométrico varia entre 1.200 e 1.800 mm de chuva. A temperatura é amena grande parte do ano, a média fica em torno de 19°C no inverno, podendo chegar a temperaturas próximas de 0°C em noites de junho e julho e 26°C no verão podendo chegar a 33°C em dezembro e janeiro, meses em que se concentram a maior parte das chuvas.


A Serra da Canastra é uma espécie de berçário de rios situado bem no divisor de duas bacias hidrográficas: a do rio Paraná e a do rio São Francisco. Da bacia do Paraná, um dos rios mais conhecidos que nascem no chapadão é o Araguari, também chamado de Rio das Velhas na parte inicial. Foi às margens dele que no século 18 surgiu o garimpo de ouro que deu origem à histórica vila de Desemboque, marco de toda a ocupação do Brasil Central. A implantação do Parque foi traumática para a região, porque a área desapropriada tinha dezenas de fazendas. O Ibama administra o Parque através do escritório em São Roque de Minas, que fica cerca de 8 km da portaria 1. Praticamente todos os funcionários são moradores da região. Uma estrada de 60 km corta o Parque de fora a fora e vias secundárias dão acesso às diversas atrações como cachoeiras, construções antigas, animais, plantas exóticas e pontos de contemplação.

 

REGULAMENTO BÁSICO DO PARQUE

O horário de visita ao parque é das 8h00 às 18h00, mas a recomendação ao turista é entrar até as 16h00.

Velocidade de tráfego no parque não deve ultrapassar os 40 km/hora.

Em relação ao lixo, a recomendação é simples, oque você levar traga de volta, para desprezar o lixo trazido, use as lixeiras instaladas nas portarias do parque.

Não é permitida a entrada e consumo de bebidas alcoólicas.

Não é permitido o uso de equipamento coletivo de som.

Não é permitida a prática de esportes radicais como rapel, canioning, tirolesa, pêndulo e escalada sem prévia autorização das autoridades competentes

Não é permitida entrada de animais domésticos.

Não é permitido o uso de armas e material de caça e pesca.

Não é permitida a coleta de rochas, plantas e animais de qualquer tipo ou espécie.

 

Infrações:

As infrações ao regulamento podem resultar em punições para o visitante, desde a expulsão da   área do Parque até o pagamento de multa ou prisão em flagrante.

Dicas

Transitar somente por trilhas conhecidas e sinalizadas, de preferência na companhia de um guia local.

 

O que levar na bagagem?

Vai depender do tipo de atividade que você vai praticar na serra, já que algumas pessoas andam de moto, outros de bicicleta, alguns de jipe e assim por diante. Os itens indispensáveis são chapéu ou boné, óculos escuros e filtro solar e como sou da região recomendo sempre uma blusinha leve de frio, mesmo que não seja preciso usar. Repelente também é fundamental porque boa parte das atrações são ao ar livre. Evite problemas, é interessante se certificar se o seu hotel, pousada ou camping aceita cartão de crédito, tenha alguma importância em dinheiro, já que alguns locais só aceitam dinheiro.

 

As roupas têm algumas variações em relação à época do ano, do mês de abril a mês de agosto a temperatura cai durante a noite, então leve sempre uma blusa bem quente na bagagem, cachecol, luva, calça de lã e aquela meia para dormir quentinho. Na época do calor que vai de do mês de setembro ao mês de março, além dos itens anteriores não se esqueça do traje de banho para lavar a alma nas maravilhosas cachoeiras da região.

 

Para passeios ao sol use tênis, leve uma blusa de manga comprida de algodão fino ou tecido utilizado para fazer exercícios físicos, que são bem fininhas e permitem que o corpo respire e tenha elasticidade, e não se esqueça da calça comprida larga e flexível para facilitar os movimentos.

# Lembre-se de levar pouca bagagem, leve somente o que você realmente precisa.